• Marina Alagia

Qual o maior desafio para construir um futuro melhor?

Atualizado: Ago 14


imagem: gofoudme.com


O que posso fazer para construir um mundo melhor?  Eu quero construir um mundo melhor! Eu quero fazer o bem! Ambas são expressões comuns, ouvidas em todos os níveis sociais. Mas o que elas realmente significam? Eu sou o responsável por esse futuro? Qual o maior desafio para construir um futuro melhor? Frente a adversidade mundial que estamos enfrentando, me recordei de uma pesquisa que foi realizada ao final de 2018 com a experiência de publicar uma enquete no Instagram com as seguintes perguntas:  Você tem esperança no futuro?  Você é responsável por esse futuro?  Qual o maior desafio para construir um futuro melhor?  Vários amigos postaram a mesma pesquisa, e a média dos resultados foi: 74% responderam "Sim" na primeira pergunta e 26%, "Não". Porém, das mesmas pessoas, 94% responderam "Sim" na segunda pergunta.  Uma conclusão a que cheguei com esse resultado mais positivo para a segunda pergunta, foi, ao pensarem, a maioria das pessoas chega a conclusão de que é responsável pelo futuro, ainda que seja apenas um pouco!  Da pergunta Qual o maior desafio para construir um futuro melhor? Que foi aberta, os resultados mais frequentes naquela época, já apontavam, o cultivo da empatia, o respeito, a bondade e o amor ao próximo como elementos fundamentais. Além da necessidade de querer ser melhor e ser melhor para poder ajudar os demais, planejamento e confiança em si próprio que pude observar ganhando hierarquia para tantos seres no mundo inteiro com o isolamento social durante a pandemia. Será então, que essa centelha divina, já não faz parte de cada um de nós? Penso que essa é uma missão que precisa ser compartilhada por todos. Tenho aprendido sobre a enorme importância do conhecimento e do cultivo de valores que fortaleçam o caráter para enfrentar as lutas da vida. Logo quando nascemos, precisamos tomar uma série de vacinas para nos imunizar de muitas doenças. Como de forma análoga podemos fazer, para criarmos imunidade em nossa própria mente? Como protege-la? Ensina a Logosofia: “Ao encarar os problemas da vida, sempre foi preocupação básica da Logosofia esta questão das defesas mentais, por entender que é vitalíssima e porque o mal assume uma gravidade tal, que é de todo necessário tratá-lo clinicamente – digamos assim – em seu próprio foco de perturbação, em sua raiz e em sua causa. Somos inimigos dos paliativos, que não vão além de contemplar as circunstâncias, e com os quais apenas se trata de atenuar os efeitos. Eles não curam o mal, como o exige a saúde moral e psicológica da humanidade.” Algo que sempre me perguntava era o que estava dentro de mim e que me fazia incorrer sempre nos mesmos erros e atuar daquela mesma forma. Quem já se sentiu arrependido de ter tido um desentendimento dentro de casa? Mas porque as pessoas brigam? Porque as pessoas discutem por questões tão simples? Precisava, através da investigação interna, descobrir como sou em realidade. Certa vez, me sentindo agitada, prestes a responder de forma indelicada a minha mãe, me perguntei qual pensamento estava atuando dentro de mim e que em breve me faria sentir culpada por ter cometido a falha em responde-la com brusquidão. Com especial atenção aos meus pensamentos e recordando com gratidão os momentos felizes, sem ignorar meus sentimentos, freei a tempo meu impulso e evitei que aquele momento se tornasse amargo. Minha convivência familiar passou a ser mais cultivada pela gratidão, pelo afeto, sem deixar que assuntos tão pequenos tomem uma proporção tão grande. Aos poucos, vou estabelecendo minha verdadeira medida, descobrindo minhas limitações e também quais recursos posso utilizar para tornar os meus dias melhores. Se eu quero acabar com um problema, preciso primeiro encontrar suas causas. Quais são e onde estão as causas de todos os problemas que enfrentamos? Através dos ensinamentos logosóficos, estou conhecendo a minha configuração psicológica e espiritual, estou aprendendo sobre os pensamentos, as faculdades da mente, a inteligência; já identifico algumas deficiências psicológicas e virtudes, bem como aptidões e possibilidades. Estou aprendendo que as causas de tudo o que vivo encontram-se dentro de mim mesma e que posso e devo me defender daqueles pensamentos que vão contra o que quero ser e viver, e cultivar outros que me possibilitem de fato contribuir para a construção de um mundo melhor.

Então, o que você, pode fazer para construir um mundo melhor? 

4 visualizações

FIQUE CONECTADO

  • Facebook Clean
  • White Instagram Icon

FAÇA PARTE

PRECISA DE AJUDA?

 

(31) 98829-2907

 

© 2018 por nina cho. Todos os direitos reservados.

Marina Alagia Santos - rua Canadá. 41 . Sion. BH | MG . Brasil . CEP:30310-720. CNPJ: 19.929.308.0001-44